Redução do CAP de tarifação de empréstimo de ativos

Os valores máximos de tarifa de empréstimo de ativos (CAPs) serão reduzidos e, com isso, nossos clientes (assets, corretoras, tesourarias e custodiantes) vão pagar tarifas menores nos contratos que atingem altas taxas de empréstimos.

A iniciativa visa reduzir o CAP nas negociações de empréstimo de ações para os casos que anteriormente atingiam o CAP. Ou seja, a medida procura atender as expectativas dos clientes nos papéis hard-to-borrow (ações em baixo estoque no mercado e com taxas maiores de empréstimo), deixando as tarifas mais atrativas.

 

 

 

Benefícios do produto

Conheça os detalhes deste projeto

Como ocorrerá a transição?

• contratos iniciados e com vencimento anterior à data de lançamento da nova política permanecerão tarifados pela tabela atual;

• contratos iniciados antes da alteração dos valores, mas com vencimento após a data de lançamento, serão tarifados de forma híbrida. Ou seja: até a data de lançamento da nova tabela considerará os valores atuais, a partir do lançamento, considerará a nova tabela;

• contratos iniciados após a data de lançamento da nova serão tarifados integralmente com base na nova tabela de valores de máximos.

Como funciona um CAP?

CAP é uma proteção ao consumidor, limitando o valor que uma taxa pode mudar ao longo do prazo do empréstimo, ou de um intervalo do empréstimo. Esse valor passará a ser menor a partir do segundo trimestre de 2022.

Linha do Tempo

clique e arraste para navegar Baixar como planilha

 

Detalhes técnicos

  • Sistemas impactados: Sinacor
  • Funções relacionadas: -
  • Roteiro de certificação: -
  • Versão Sinacor: v22.1
  • Alterações de Catálogo: -

 

Material de apoio

Fale com o seu RM

Entre em contato com os nossos gestores e gestoras de relacionamento para suporte sobre produto ou serviço da B3.

Entrar em contato