31/01/2022

Novas classes de ativos disponíveis para listagem

 

Com o objetivo de diversificar as classes de fundos de investimentos, BDRs e fundos de índices listados, passamos a receber novos instrumentos de renda fixa, moedas e multimercado, ampliando o leque de estratégia dos investidores e permitindo que os gestores explorem novas oportunidades.

O mercado de ETFs (Exchange Traded Funds, ou Fundos de Índice) apresentou um crescimento exponencial ao longo de 2021, chegando ao final do ano com 66 tickers distribuídos entre renda variável, renda fixa, criptomoedas e commodities.

Agora, esse mercado contará também com os ETFs de Moedas, fundos que buscam refletir a rentabilidade de índices de moedas cujas carteiras teóricas são compostas majoritariamente por ativos ou derivativos de câmbio, e ETFs de Renda Fixa Internacionais, fundos que acompanham índices de Renda Fixa no mercado internacional.

Os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) de cotas de ETF também terão o seu portfólio ampliado. O produto, que já contava com a categoria de renda variável, passa a abarcar as classes de moedas e renda fixa. Essa inclusão garante ao investidor local acesso fácil aos ETFs internacionais com exposição a índices de moedas e de renda fixa, diversificando ainda mais as possibilidades de investimentos e estratégias.

No portfólio de fundos de investimento listados, teremos o lançamento de quatro novas classes: renda fixa, multimercado de renda fixa, multimercado de renda variável e multimercado de infraestrutura. Esses fundos, que contam com uma gestão ativa de gestores qualificados para gerar o maior risco-retorno com a sua carteira, agora poderão ser compostos por ativos de renda fixa ou por uma carteira diversificada na classe de multimercado, sem investimento mínimo em um único fator de risco.

Saiba mais

Para mais informações sobre os novos produtos, acesse o nosso site.