Visando aprimorar a negociação dos títulos públicos do Tesouro Direto, as operações de resgates (vendas) passarão a ser liquidadas em D+0. O novo fluxo de liquidação passará de D+1(atual) para D+0 e o impacto será para todo o mercado. Essa alteração trará como benefícios, maior liquidez aos investidores e maior percepção de valor do produto na prateleira de Renda Fixa frente aos produtos similares.

Com a nova liquidação dos títulos do Tesouro Direto, o investidor terá maior comodidade, como já encontra em outros produtos de RF e também terá acesso com maior brevidade aos valores financeiros.