18/12/19

Recorde diário de negociação de Futuro de Cupom de IPCA

Recorde diário de negociação de Futuro de Cupom de IPCA com 120 mil contratos em 22/11/2019

Futuro de Cupom de IPCA atinge recorde diário de negociação, com pico histórico de 120 mil contratos negociados no dia 22/11/2019, impulsionando a média de contratos negociados no mês de novembro.

É importante apontar que o contrato apresenta trajetória crescente de volume diário médio negociado, atingindo média diária de 25 mil contratos em novembro, como pode ser observado abaixo.

Número de contratos de cupom de IPCA negociados no período e valor médio. (destaque para máxima histórica)

Materia 1 - 01.png

Fonte: B3

A média diária negociada em novembro de 2019 é 150% maior do que o observado em dezembro de 2018. Além disso, o número de contratos em aberto também aumentou desde o começo do ano, atingindo o patamar dede 691 mil contratos em novembro, 32 mil a mais que em outubro, conforme gráfico abaixo.

Dessa forma, é possível observar um amadurecimento do produto tanto pela maior popularização e por ações da B3 como o programa de Formador de Mercado. Atualmente o produto possui quatro formadores de mercado, que têm como compromisso manter ofertas de compra e venda de forma regular e contínua durante a sessão de negociação, fomentando a liquidez dos valores mobiliários, facilitando os negócios e mitigando movimentos artificiais nos preços dos produto

Contratos em aberto por mês

Materia 1 - 02.png

Fonte: B3

Como funciona o Futuro de Cupom de IPCA:

O contrato funciona como uma ferramenta de proteção contra flutuações da taxa de juro real brasileira. O cupom de IPCA é a taxa de juro real calculada pela diferença entre a taxa média dos depósitos interfinanceiros de um dia (DI) e a inflação medida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O produto possui as seguintes vantagens:

  • Ativo subjacente equivalente à metodologia de títulos públicos referenciados ao IPCA, auxiliando nas estratégias de hedge de obrigações ou carteira de títulos referenciados em inflação.
  • Permite a transformação de ativos/passivos referenciados em inflação prefixada em pós-fixada e vice-versa.
  • Permite sintetizar posições vendidas em taxa de juro real sem a necessidade de possuir títulos Tesouro IPCA+ em carteira.
  • Alavancagem com eficiência de capital (margem de garantia) devido a mecanismos de mitigação de riscos do contrato futuro se comparado a derivativos de balcão sem contraparte central.

Acesse nosso site para saber mais sobre o produto.