11/11/20

Margin Simulator

Eficiência no depósito de margem com base em portfólio real, evitando garantias em excesso para as suas operações.

Levantamentos feitos pela B3 revelam um excedente de depósitos de colaterais, ou seja, uma diferença entre o valor requerido dos clientes a título de margem e o que é, de fato, depositado. Essa diferença chega a 40%, alcançando a cifra de quase R$ 100 bilhões. Confira aqui os valores atualizados.  

Isso acontece devido a uma série de fatores, entre eles, custos de movimentação de capital para investidores estrangeiros, complexidade na implementação dos cálculos de margem requerida e limitação do acesso à Clearing para alguns participantes do mercado, como fundos, gestoras e pessoas físicas. Além disso, muitas vezes, o acesso tecnológico à B3 pode representar custos impeditivos para algumas empresas e a maior parte das corretoras não oferece alternativa de acesso aos sistemas por parte de seus clientes.

Outro fator que contribui para esse excedente é o fuso horário, no caso de investidores estrangeiros. Com o funcionamento da bolsa em descompasso com o horário de negociação local, os investidores precisam fazer estimativas para garantir a cobertura das margens no dia seguinte, e elas, muitas vezes, acabam sendo superiores às necessárias.

Em busca de alternativas para apoiar o mercado na superação desses obstáculos, a B3 lançou o Margin Simulator, uma ferramenta que possibilita um acesso rápido, fácil e direto a um dos sistemas mais robustos de gestão de riscos do mundo, o CORE (Close-Out Risk Evaluation).

Cálculo integrado de riscos

O Margin Simulator possibilita que gestoras, fundos de investimentos, instituições financeiras e provedores de serviço nacionais e internacionais simulem chamadas de margens para portfólios próprios ou de seus clientes utilizando o CORE, sistema de cálculo de risco aperfeiçoado pela B3.

O CORE faz o cálculo de risco integrado de posições e garantias de múltiplos mercados e classes de ativos. O sistema utiliza, logo de partida, 10 mil cenários para calcular o risco de encerramento de um portfólio. Para efeito de comparação, outras importantes bolsas de valores do mundo abarcam algumas dezenas de cenários de risco.

Na primeira fase do projeto, lançada em junho 2019, foi disponibilizada a simulação para portfólios hipotéticos. Evoluindo no atendimento das necessidades do mercado, o Margin Simulator vai oferecer a possibilidade de simular margens para portfólios reais. A novidade entra no ar no dia 16 de novembro de 2020.

“Com isso, é possível ter uma visão mais clara do cenário e ganhar precisão na alocação de recursos”, explica Alexandre Jahnecke, superintendente de Produtos e Serviços de Tecnologia da B3. “Com a queda de rendimento dos títulos públicos, a estratégia de alocar garantias extras deixou de ser interessante, pois os recursos podem ser aplicados em outras operações.”

Como funciona

O Margin Simulator permite fazer simulações a qualquer momento, dentro do horário de funcionamento do CORE, ou seja, das 7h00 às 21h30 em dias úteis. As posições intraday são atualizadas a cada 8 minutos, facilitando o trabalho de investidores estrangeiros e fundos de investimentos.

A utilização pode ser feita via API (Application Programming Interface) ou por meio de um plugin para o Microsoft Excel, acelerando o acesso ao serviço.

Veja mais detalhes sobre o funcionamento e diferenciais do Margin Simulator. Conheça, também, a política comercial do produto. Para saber mais, fale com a gente: riskservices@b3.com.br, telefone 55 11 2565-5996.